g2h

level

domingo, 5 de fevereiro de 2012

JOÃO BATISTA DE ANDRADE traz

JOÃO BATISTA DE ANDRADE traz formas distintas de atuação desde o limiar de sua carreira como fonte inspiradora para novos talentos.

Esse foi o motivo que transcrevemos na integra sua trajetória contada no blog joaobatistadeandrade.blogspot.com/.

Diretor

O escritor, roteirista e cineasta João Batista de Andrade, ex-Secretário da Cultura do Estado de São Paulo, doutor em Comunicações pela Universidade de São Paulo, nasceu em Ituiutaba (MG), em 01/dezembro/1939. Iniciou sua carreira em 1963 como integrante do “Grupo Kuatro” de cinema, ainda estudante de engenharia na Universidade de São Paulo. Seu primeiro filme “solo” foi o documentário “Liberdade de Imprensa” (1967), produzido pelo movimento universitário. Como cineasta tem uma carreira premiada nacional e internacionalmente onde se alternam os documentários (como “Migrantes”, melhor filme Bahia/1973, “Greve!” Prêmio especial do Júri do 1º Festival Internacional de Havana/1979), os diversos filmes para TV , (TV Cultura /TVGlobo-Globo Repórter, como “Caso Norte”/ 1977) e quinze longas-metragens, dos quais os mais conhecidos são: “Gamal” com Paulo César Peréio e Joana Fomm (Prêmio Air France, diretor revelação 1968), “Paulicéia Fantástica” (doc/longa/1970), “Doramundo” (melhor filme/melhor diretor do festival de gramado em 1978), “Wilsinho Galiléia” (1978, para TV, proibido pela censura no Regime Militar), “O Homem que Virou Suco” (melhor filmes, medalha de ouro no Festival Internacional de Moscou/1981, prêmio de crítica, Nevers/França em 1982, melhor roteiro e Melhor Ator Fest. Brasília/1980, entre outros prêmios nacionais e internacionais). “A Próxima Vítima” (1983), “Céu Aberto” (doc/longa sobre a morte de Tancredo Neves e a transição para a democracia, Prêmio Especial do júri Internacional, FEST-RIO/1986, Prêmio OCIC Internacional melhor filme/86 entre outros prêmios nacionais e internacionais), “O País dos Tenentes” (cinco prêmios no festival de Brasília/1987 e Prêmio de melhor filme RIO/CINE/1987), “O Cego que Gritava Luz” (1996), “O Tronco” (1998, prêmio máximo de MELHOR FILME DAS COMEMORAÇÕES DOS 500 ANOS DE BRASIL (Festival de Brasília/99)/ MELHOR DIRETOR F.Recife/2000), “Rua Seis Sem Número”, , filme que representou o Brasil no Festival de Berlim/2003, “Vida de Artista”, documentário de longametragem, MELHOR FILME Festival Mostra do Filme Livre/ Rio 2004. Em 2005 lançou o documentário de longa-metragem “Vlado, Trinta Anos Depois”(Melhor Roteiro/Premio FIESP 2006), a história do jornalista Vladimir Herzog, assassinado na prisão durante o regime militar. Em 2006, “Veias e Vinhos, Uma História Brasileira”, longametragem de ficção (Melhor Dir. de Arte e Melhor Edição de Som Recife/2006). Em 2009 realizou a mini-série “TRAVESSIA”, exibida na TV Brasil, finaliza o longa “Travessia” e o primeiro capítulo da série “Na Sombra da História” (5 capítulos para programas de 01 hora).
Como escritor seu primeiro livro é PERDIDO NO MEIO DA RUA (Editora Global/ 1989). Depois veio o juvenil A TERRA DO DEUS DARÁ (Editora Atual/ 1991), UM OLÉ EM DEUS ( Editora Scipione Cultural/1997) e O PORTAL DOS SONHOS (UFSCAR Editora/20001), O POVO FALA (tese de doutoramento/ Ed. Senac 2002)
Além de sua produção cinematográfica e literária, atuou sempre em diversas frentes do cinema e da cultura brasileira, sendo um dos criadores e primeiro presidente de duas sociedades de ação cultural e ambiental, ICUMAM (Instituto de Cultura e meio Ambiente) em Goiás e CINEMAR em São Paulo. Foi, por duas vezes, Presidente da Associação Paulista de Cineastas (APACI), tendo sido um de seus principais idealizadores e fundadores. Presidente da Cinemateca Brasileira. Foi também Conselheiro do Museu da Imagem e do Som (SP), Coordenador Geral do FICA (Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental) em sua primeira, terceira e nona edições (anos 1999/ 2001/2007). Foi membro do Júri do Festival de Valladolid/ Espanha/1983. Foi membro do Júri do Festival de Gramado/1986. Em outubro/1.999, foi membro do Júri Internacional do Festival de Paris. Em jan/2.000, foi membro do Júri Internacional do Festival Internacional da India (New Delhi). Em 2005, Nomeado Secretario de Cultura do Estado de São Paulo. Em 2007, curador do II Festival Latino-Americano de São Paulo.

Como diretor
• 2011 - prepara seu 17º longa, "Vila dos Confins", baseado no romance de Mário Palmério
• 2010 - Piloto da série "Na Sombra da História"
• 2009 - Travessia
• 2006 - Veias e Vinhos
• 2005 - Vlado - 30 anos depois
• 2004 - Vida de artista
• 2003 - O Caso Matteucci
• 2002 - Rua 6, sem número
• 1999 - [O Tronco
• 1996 - O cego que gritava luz
• 1992 - Dudu nasceu
• 1987 - O país dos Tenentes
• 1985 - Céu aberto
• 1983 - A próxima vítima
• 1982 - 1932-1982 A herança das idéias
• 1980 - O homem que virou suco
• 1979 - Greve!
• 1979 - Trabalhadores: presente!
• 1978 - Wilsinho Galiléia
• 1978 - Doramundo
• 1977 - Caso Norte
• 1976 - Buraco da Comadre
• 1976 - Guitarra contra Viola
• 1976 - Tribunal Bertha Lutz
• 1976 - Bóias Frias
• 1976 - O Jogo do Poder
• 1975 - Mercúrio no pão de cada dia
• 1975 - Restos
• 1974 - A escola de 40 mil ruas
• 1974 - A batalha dos transportes
• 1973 - Migrantes
• 1973 - Ônibus e Pedreira
• 1972 - Vera Cruz
• 1971 - Eterna esperança
• 1970 - Paulicéia fantástica
• 1969 - Em cada coração um punhal
• 1969 - Gamal, o delírio do sexo
• 1968 - Cândido Portinari, um pintor de Brodósqui
• 1967 - Liberdade de Imprensa

Como ator
• 1970 - Em cada coração um punhal
• 1970 - A herança
Como produtor
• 1967 - Mal de Chagas
• 1968 - Anuska, Manequim e Mulher
• 1974- Rio Paraiba
• 1974 - Rio Tietê
• 2001 - Uma vida em Segredo
• 2003 - A ilha do terrível rapaterra
Como montador 1971 - Orgia, o homem que deu cria
Como escritor: 1980 - A Terra do Deus dará ( romance juvenil) 1984 - Perdido no meio da rua (romance escrito em 1964, durante o golpe militar) 1989 - Um Olé em Deus (romance) 1996 - O Povo Fala ( tese de doutoramento na USP) 2001 - O Portal dos Sonhos (romance)

joaobatistadeandrade.blogspot.com/
viladosconfinsofilme.blogspot.com.br/

e no de literatura:anjostortos.blog.terra.com.br/


Sem dúvida marcou a história de forma continua. PARABÉNS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge